terça-feira, novembro 07, 2006

Cantos da Língua em Guimarães

Não resisti a copiar este artigo de opinião que encontrei no site http://www.rascunho.net/artigo.asp?id=1136


Cantos da Língua chega até ao céu da boca
Uma homenagem à lingua portuguesa espalhada pelos quatro cantos do mundo. :: 30-10-2006

Merecia mais, um espaço maior, o pequeno ou o grande auditório. O Café Concerto, do formoso Centro Cultural de Vila Flor (Guimarães), tornou-se pequeno, face às cerca de 100 pessoas que acudiram, ontem à noite, ao apelo da língua portuguesa – O espectáculo Cantos da Língua, pela companhia Trigo Limpo, Teatro da Associação Cultural e Recreativa de Tondela (ACERT).Teatro, poesia e música. Palco, vozes e instrumentos. Tudo num só e em uníssono. Não foram os famosos cinco, de Enid Blyton, que subiram ao palco, mas apenas e só cinco elementos: o canto da dama do vestido de fogo, Mariana Abrunheiro, as águas revoltosas do contrabaixo de Miguel Cardoso, os acordes quentes expelidos da madeira, desculpem, da guitarra de Carlos Peninha, o “metal” das cordas de um violoncelo unípede, Lydia Pinho, e a voz da terra de José Rui Martins. Alternando entre um espaço musical e um espaço declamatório a poesia foi fluindo, passou por Mia Couto, Fernando Correia Pinto, Leite Vasconcelos ou Daniel Abrunheiro. Até o parente afastado da língua portuguesa, «Essa lhéngua filha; D’un pobo que ten neilha l choro i l canto», isto é, o mirandês, não ficou esquecido. Os textos apresentados, a maioria providos de humor, conseguiram arrancar sorrisos, risos e algumas gargalhadas vindas de uma atmosfera escura, apenas trespassada pelo fumo do cigarro e iluminada pela luz fluorescente do bar tabelado acima da média. O momento alto chegou já perto do final com um texto de Daniela Mergulhão. Depois de uma hora passada, a revisitar os cantos da língua portuguesa, ficou um adjectivo – agradável. Acabou assim, «quem sorrir é rato».
A Companhia TrigoLimpo, após Soltar a Língua, prepara agora o lançamento dos cantos da mesma. O disco sai no dia 7 de Dezembro.
Sítio Oficial

Carlos Daniel Rego

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home